Please enable JS

Projeto Avanza 2009 | Projetos de I+D na Europa | IECISA

O projeto Avanza engloba diferentes projetos I+D desenvolvidos pela IECISA e cofinanciados pelo Ministério da Indústria, Turismo e Comércio espanhol.

Projetos Avanza 2009

Os projetos que figuram a seguir foram cofinanciados pelo Ministério da Indústria, Turismo e Comércio sob o Plano Avanza Competitividade (I+D+i) e no âmbito do Plano Nacional de Investigação Científica, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica 2008-2011.

Plan Avanza
Minsiterio de Industria
Unión Europea

Projecto PLETORA

Projeto PLETORA

O projeto PLETORA (Plataforma Eletrónica de Tramitação, Organização e Arquivo) foi desenvolvido pela Informática El Corte Inglés no âmbito do plano AVANZA para o ano 2009, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020100-2009-268, na modalidade de projeto ou ação individual.

Os trabalhos realizados dentro do projeto PLETORA permitiram incorporar novas tecnologias, componentes e funcionalidades na linha de produtos de tecnologia documental, que a IECISA mantém e desenvolve desde há mais de 16 anos.

O projeto PLETORA foi estruturado em três subprojetos:

  1. Sistema de Arquivo Digital Unificado: cujo resultado foi a construção de uma plataforma de arquivo digital unificado, que contempla o conceito de expediente e o seu tratamento integral com capacidades de custódia, segurança, integridade, mudança de formatos, autenticidade, confidencialidade, qualidade, proteção e conservação, e que assegura o cumprimento de normativas internacionais de arquivo como Moreq2, e cuja arquitetura SOA (Service Oriented Architecture), permite a integração do arquivo digital nas plataformas ECM assim como outros sistemas externos.
  2. Plataforma de Pagamento, Notificação e Certificação Eletrónicos: com que se conseguiu a ampliação do catálogo de serviços de administração eletrónica orientados para os cidadãos que a Informática el Corte Inglés desenvolveu sob a alçada do Plano Avanza para o ano 2008. A plataforma de pagamento está integrada com os serviços de pagamento proporcionados pelo Organismo público Red.es, enquanto a plataforma de notificação está integrada com o SNTS (Sistema de Notificações Telemáticas Seguras). Essas plataformas de pagamento, notificação e certificação foram construídas com uma arquitetura SOA, para permitir a sua integração com outros sistemas, como os sistemas de tramitação de expedientes, e utilizam o guia arquitetónico e tecnológico definido na construção da plataforma de acesso e registo eletrónica IECI.
  3. Plataforma de Licitação Eletrónica: orientada para a construção de uma plataforma de licitação eletrónica, integrada com os restantes serviços de administração eletrónica, como o registo ou a notificação eletrónica. Dispõe de todos os serviços necessários para resolver a interação por meios eletrónicos com os oferentes, além de garantir os requisitos legais dispostos para o efeito, em especial o disposto na LEI 30/2007 de 30 de outubro, de Contratos do Setor Público.

Definitivamente, com o desenvolvimento do projeto PLETORA, fortaleceu-se a linha de produtos da Informática El Corte Inglés que oferece uma solução eficiente ao grande problema que enfrentavam as Administrações Públicas no ano 2010: o acesso dos cidadãos, através de meios eletrónicos, aos serviços que devem prestar, fornecendo as aplicações necessárias para cumprir a função informática em termos de "administração eletrónica".

Projeto ITRACON

O projeto ITRACON foi desenvolvido pela Informática El Corte Inglés no âmbito do plano AVANZA para o ano 2009, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020100-2009-274, na modalidade de projeto ou ação individual.

Com o desenvolvimento deste projeto pretendeu-se a integração de diferentes fornecedores de Hardware no ambiente dos sistemas RFID contribuindo com novas soluções para separar os componentes dos processos a desenvolver de modo a conseguir a identificação, rastreabilidade e controlo dentro de um sistema de gestão de vendas.

A finalidade derradeira e principal do projeto responde, de um ponto de vista tecnológico, à necessidade de inovar na área da integração e contribuição de soluções no ambiente dos componentes RFID.

De um ponto de vista funcional o projeto foi desenvolvido com o objetivo de conseguir a rastreabilidade dos artigos de venda de forma unitária, desde a sua entrada no armazém até a sua saída como venda.

Projeto SCOGE

 

O projeto SCOGE foi desenvolvido pela Informática El Corte Inglés no âmbito do plano AVANZA para o ano 2009, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020100-2009-276, na modalidade de projeto ou ação individual.

O principal objetivo do presente projeto é desenvolver uma suite de componentes ou Serviços COmplementares de GEstão (SCOGE), para solucionar determinadas problemáticas ou carências que, ao longo da nossa experiência de implantação de soluções SAP, identificámos e considerámos resolver. Em seguida enumeramos os componentes que pretendemos desenvolver dentro da suite SCOGE:

  • Ferramenta de Edição: Com o desenvolvimento deste componente facilitamos a problemática e a tediosa tarefa de Incorporar e integrar numa só publicação documentos com formatos heterogéneos. Exemplos de Tipo de Publicações que é possível gerar com a Ferramenta de Edição: Elaboração do Orçamento, a Execução das Despesas ou a Conta de Resultados dos Organismos que utilizam o SAP como Sistema de Gestão Económico-Financeiro.
  • Consola de Assinatura: possibilita a assinatura digital, tanto individual como em massa, de documentos a partir de um sistema SAP. A consola de assinatura permite a integração com diferentes soluções de assinatura como @firma, CatCert,...
  • Registo de Fatura e Fatura Eletrónica: resolve a problemática da faturação eletrónica em formato ‹xml facturae›, desde o ponto de vista do emissor como do recetor das faturas. Permitindo automatizar o processo de criação de faturas no sistema de destino, garantindo a autenticidade e a custódia da mesma.

Projeto ATENEA

O projeto ATENEA foi desenvolvido pela Informática El Corte Inglés no âmbito do plano AVANZA para o ano 2009, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020100-2009-335, na modalidade de projeto ou ação individual.

O projeto ATENE@ (Aplicación Telemática de Entes y Empresas Públic@s (Aplicação Telemática de Entidades e Empresas Públicas) teve como finalidade a criação de uma aplicação que permita a criação e gestão do inventário de Entidades públicas, assim como a receção e gestão da informação dos dados das diferentes Entidades Regionais e Locais, para o seu posterior tratamento e obtenção de informação, dentro do âmbito das novas tecnologias, podendo evoluir até a obtenção dos indicadores de atuação para as diferentes Entidades públicas.

Esse objetivo converteu-se num meio que responde às necessidades reais de informação e numa ferramenta eficaz de transformação da informação conhecida às Entidades Públicas para a tomada de decisões num âmbito completamente prático, integrado e global.

Este objetivo foi definitivamente marcado pela sociedade da informação, com prioridade para o acesso rápido à informação e a redução dos períodos de tramitação de todo o tipo de informação, sem que por isso sejam afetados a confidencialidade nem a segurança na execução das transações.

Projeto ODITOFI

O projeto ODITOFI, On Demand Interactive Television Over the Future Internet (Televisão Interativa On Demand na Internet do Futuro), foi liderado pela Informática El Corte Inglés no âmbito do plano AVANZA para os anos 2009-2010, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020100-2009-602, na modalidade de projeto ou ação em cooperação.

O objetivo do projeto é o desenvolvimento de sistemas interativos para TDT padrão com o suporte de video-on-demand e a transferência de aplicações sobre canal de retorno de banda larga para a criação de portais interativos com aplicações que utilizam a Internet como meio de comunicação. O projeto inclui o desenvolvimento de serviços interativos e video-on-demand sobre os dispositivos com suporte de alta definição.

O projeto é liderado pela IECISA, e conta com a participação da RTVE, RTVA, TV3, Abertis Telecom, Activa Multimedia, Net2U, Investrónica, Optiva Media, Lambdstream, SDI Digital, Magibox Interactive, Engel, Universidad de Baleares, Universidad Politécnica de Madrid e a Universidad de Málaga.

Projeto MCODA

O projeto MCODA, Mass Customization: On Demand Apparel, foi liderado pela Informática El Corte Inglés no âmbito do plano AVANZA para os anos 2009-2010, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-02011-2009-272 na modalidade de projeto ou ação em cooperação.

O projeto MCODA, (Comercialização de Roupa por Medida on Demand na Internet do Futuro) tem como objetivo principal o desenvolvimento de uma plataforma padrão de serviços avançados que permite às PMEs do setor têxtil a comercialização de roupa por medida através das redes de ultra banda larga. O projeto abrange desde o desenvolvimento do sistema de captura e gestão de provador virtual 3D até à plataforma avançada de produção e comercialização on demand através da Internet.

O projeto é liderado pela IECISA, e conta com a participação da Fiables IT Outsourcing Services, Metria Digital, Soluciones Antropométricas, Teikhos Tech, e os organismos de I+D Centro de Tecnologias de Interação Visual e Comunicações VICOMTECH e a Universidad Politécnica de Madrid.

Projeto PLIFED

No projeto PLIFED, Plataforma de Internet do Futuro para Eventos Desportivos, a Informática El Corte Inglés participou no âmbito do plano AVANZA para os anos 2009-2010, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020501-2009-813, na modalidade de projeto ou ação em cooperação.

O projeto tem como objetivo a criação de uma plataforma de serviços interativos para televisão que facilite o desenvolvimento de aplicações e serviços para as retransmissões desportivas, desde informação sobre o evento até estatísticas em tempo real. No projeto são desenvolvidas aplicações de demonstração para as transmissões dos principais desportos, MotoGP, Fórmula1 e Futebol.

O projeto é liderado pela MSL Software, e conta com a participação da IECISA, Magicbox Interactive, Acubo, La Sexta, RTVE (Teledeporte) e dos organismos de I+D Vicomtech e a Universidad Politécnica de Madrid.

Projeto Multilearning

No projeto MULTILEARNING, Plataforma de Serviços Formativos para a Migração de Objetos de Aprendizagem em SCORM para outros Dispositivos (TDT, Móvel, Consolas), a Informática El Corte Inglés participou no âmbito do plano AVANZA para os anos 2009-2010, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020312-2009-31, na modalidade de projeto ou ação em cooperação.

O projeto tem como objetivo o desenvolvimento de soluções e ferramentas, processos ou métodos organizativos para a criação, edição, armazenamento, distribuição eletrónica e reutilização de conteúdos digitais de caráter formativo no âmbito da televisão digital interativa, assim como noutras plataformas. O projeto inclui a implementação de um modelo de demonstração para determinados setores produtivos.

A IECISA participa no projeto como sócio junto da Fortec (coordenador), Instituto Tecnológico de Aragón, Net2You e Andimat.

Projeto MI STB

No projeto MI STB, Modern Interoperable Set-top Box TDT Interactive, a Informática El Corte Inglés participou no âmbito do plano AVANZA para os anos 2008-2009, no Subprograma Avanza I+D para projetos de investigação industrial ou desenvolvimento experimental, código TSI-020501-2008-144, na modalidade de projeto ou ação em cooperação.

Mi STB TDTi é um projeto de desenvolvimento experimental de produto centrado na área temática dos conteúdos digitais. O seu objetivo principal é desenvolver um protótipo de recetor de TDTi, incluindo tanto a sua versão em descodificador como em dispositivo para televisor integrado, que potencie de forma inquestionável a criação de conteúdos e serviços digitais para a televisão com uma visão padrão do mercado. O projeto gerou protótipos e testes de validação em meios HTML e MHP.

O consórcio do projeto é formado pelas seguintes empresas e instituições: SDI Digital S.L. (Coordenador), Informática El Corte Inglés S.A., BCN Distribuciones, SIDSA, Secuenzia Pixels S.L., Universidad la Salle, HYC S.L.

Projeto Traza Alimentaria

No projeto TRAZA ALIMENTARIA, a Informática El Corte Inglés participou o âmbito do plano AVANZA para o ano 2009, no Subprograma Avanza I+D Subprograma Avanza I+D (Conteúdos digitais e soluções TIC para PMEs), código TSI-020515-2009-17, na modalidade de projeto ou ação em cooperação.

O objetivo do projeto Traz@limentaria 2009 é a implantação de um sistema de gestão da rastreabilidade alimentar em 50 PMEs dos setores vinícola, das carnes, conservas, azeite, produtos lácteos, laboratórios de amostras responsáveis pela gestão de qualidade alimentar e tratamento de resíduos.

As ferramentas ao serviço das PMEs alimentares permitem não só melhorar a sua produtividade como, ao mesmo tempo, cumprir a atual normativa de controlo da Rastreabilidade Alimentar implantando um Sistema de Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controlo –APPCC- (Real Decreto 2207/95 para o estabelecimento de medidas de autocontrolo na implantação do APPCC, e da sua obrigatoriedade no R.D 202/200) e o seguimento da rastreabilidade do produto.

A União Europeia estabeleceu a obrigatoriedade nas empresas do setor alimentar, a partir de 1 de janeiro de 2005, de dispor de um sistema de verificação da rastreabilidade dos seus produtos. A «Lei do alimento» (Regulamento CE 178/2002 do Parlamento Europeu e do Conselho pelo que se estabelecem os princípios e os requisitos gerais da legislação alimentar) foi estabelecida pela Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) e contempla diferentes procedimentos a seguir. A rastreabilidade, como garantia de origem dos alimentos e, sobretudo, de transparência, deve evitar as práticas fraudulentas ou a adulteração dos produtos de consumo.

A entidade solicitante do projeto é a Informática El Corte Inglés, S.A. (IECISA), em cooperação com a Knowgate, S.L.